image
image;
Notícias Médis

Campanha de rastreio do cancro colorretal: entrevista a Teresa Bartolomeu

07 abril 2021

Entre 15 de março e 14 de abril a Médis, a Fundação Ageas, as Farmácias Portuguesas, a Fundação Millennium bcp e a Fundação Calouste Gulbenkian associaram-se na promoção de uma campanha nacional de sensibilização para o rastreio do cancro colorretal, a terceira causa de morte por cancro no mundo, de acordo com a organização Europacolon.

Em 2020, foram diagnosticados 10.501 novos casos deste tipo de cancro, o que corresponde a cerca de 28 casos por dia. Em janeiro de 2021, mais de 1.000 cancros colorretal estão por diagnosticar, de acordo com as estimativas da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

O movimento denominado "50+", destina-se essencialmente à população entre os 50 e os 74 anos, assintomática, com ausência de: histórico de neoplastia e/ou pólipos colorretais; doença inflamatória intestinal (exemplo: colite ulcerosa ou doença de Crohn) ou história familiar em 1.º ou 2.º grau de cancro do intestino ou adenoma.

A campanha visa incentivar a deslocação a uma das farmácias aderentes para solicitar um kit para colheita da amostra das fezes para posterior análise.

Teresa Bartolomeu, Responsável de Marketing da Médis, falou à Rádio Regional do Centro sobre a iniciativa.

 

Movimento 50+

O cancro colorretal e a importância do rastreio precoce.

Entrevista com Teresa Bartolomeu


00:00
Rastreio do Cancro Colorretal

A partir dos 50, faça o rastreio do cancro colorretal. É mais simples do que se pode imaginar e pode salvar a sua vida!

Pode também ler

Ver mais artigos

O meu Seguro de Saúde está aqui

App Médis: o seu Serviço Pessoal de Saúde sempre consigo.

Coloque o seu telemóvel na vertical

Coloque o seu telemóvel na vertical para navegar no site.

Atualize os seus

dados

Para que possa avançar para a sua área pessoal, atualize por favor os seus dados.

Esta atualização irá permitir-lhe receber notificações sobre os seus Reembolsos e Pré-Autorizações.

Atualizar