image
COMPREENDI
image
Mais Médis Saúde e Medicina

Tudo o que quis saber sobre o bruxismo

Atualizado a 23 outubro 2018

A maior parte das pessoas aperta e range os dentes. Este é um comportamento que, na grande parte dos casos, não acarreta qualquer tipo de problema. No entanto, se persistir de forma regular, pode desgastar os dentes e toda a musculatura da mandíbula.

As causas do bruxismo podem ser variadas e ocorrer durante o sono ou em vigília. Por isso, há que despistar as diferenças entre cada caso, para adotar a estratégia certa para cada pessoa.

O que é o bruxismo?

É um distúrbio de movimento involuntário, caracterizado pelo apertar e ranger dos dentes, onde é aplicada força excessiva na musculatura mastigatória, provocando um desgaste dos dentes.

A sua causa é devida a múltiplos fatores, podendo ocorrer durante o dia, como durante a noite. Neste último caso é considerada um sintoma de perturbação do sono, estando associado a outros sintomas como o ressonar ou a apneia do sono.

Em consequência podem ocorrer danos não só à estrutura dentária mas também à estrutura de suporte à mastigação. E se, por um lado, o bruxismo dito “leve” pode não vir a necessitar de tratamento médico, existem casos em que a degradação dos dentes atinge tal nível que necessita de intervenção terapêutica e/ou comportamental.

SINTOMAS DE ALARME

Independentemente das causas, tipologia e do grau de bruxismo que uma pessoa possa sofrer, entre os sinais e sintomas que deve estar atento incluem-se:

  • O ranger ou apertar de dentes suficientemente audível para acordar a pessoa ao nosso lado
  • Dentes que ficam desgastados, fraturados ou soltos
  • Esmalte dos dentes gasto expondo camadas interiores dos dentes
  • Dor crescente nos dentes ou sensibilidade dentária
  • Músculos da mandíbula cansados ou “presos”, não “abrindo” na totalidade
  • Dores no maxilar, pescoço ou face
  • Dor semelhante a uma dor de ouvidos, apesar de não ter nenhum problema nessa zona
  • Dores de cabeça que começam na região lateral da cabeça (entre os olhos e orelhas)
  • Danos derivados da mastigação
  • Distúrbios do sono.

ESTRATÉGIAS DE PREVENÇÃO

A goteira oclusal é a principal (e mais simples) forma de para proteger os dentes do bruxismo noturno. Se é o stress que está a causar o ranger dos dentes, a prática de exercício físico ou a terapia podem revelar-se de grande utilidade para minimizar o bruxismo.

Por outro lado, existem alguns comportamentos que podem ser adotados para evitar o bruxismo. Entre outras dicas incluem-se:

  • Evitar o consumo de alimentos e bebidas que contenham cafeína como refrigerantes, chocolates ou café.
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Evitar mastigar pastilha elástica, uma vez que intensifica a atividade dos músculos da mandíbula.
  • Treine-se para não ranger os dentes. Se verificar que o faz durante o dia coloque a língua entre os dentes de modo a praticar o relaxamento dos músculos da mandíbula.
  • Relaxe os músculos da mandíbula de noite com uma toalha quente junto à bochecha.

Pode também ler

Ler mais

O meu Seguro de Saúde está aqui

Descarregar a aplicação Médis para o meu smartphone

Coloque o seu telemóvel na vertical

Coloque o seu telemóvel na vertical para navegar no site.

Atualize os seus

dados

Para que possa avançar para a sua área pessoal, atualize por favor os seus dados.

Esta atualização irá permitir-lhe receber notificações sobre os seus Reembolsos e Pré-Autorizações.

Atualizar