image
COMPREENDI
image
Mais Médis Saúde e Medicina

Alergias: causas, sintomas e tratamento

Atualizado a 05 julho 2018

DIA MUNDIAL DA ALERGIA – 8 DE JULHO

Assinalado a 8 de julho, o Dia Mundial da Alergia é uma iniciativa conjunta entre a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a World Allergy Organization. Entre os principais objetivos está a sensibilização para a importância do tratamento das alergias.

Em Portugal, e de acordo com a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, estima-se que as alergias afetem cerca de um terço da população. É, por isso, decisivo saber mais sobre as alergias mais comuns, quais os seus principais sintomas e o que fazer para as prevenir ou minimizar.

PRINCIPAIS FATORES DE RISCO

Questões como sedentarismo, a obesidade, a poluição, o consumo excessivo de fármacos, principalmente antibióticos, ou a exposição a alérgenos são “gatilhos” para o aparecimento de alergias.

No entanto, os principais fatores de risco são a hereditariedade, ser criança, ter asma, não estar em contacto frequente com a luz natural ou ter nascido de cesariana.

AS SEIS ALERGIAS MAIS COMUNS EM PORTUGAL

Nas últimas décadas a tendência, na Europa, no que toca às doenças alergénicas tem sido crescente. Em Portugal, o cenário é idêntico sendo que, segundo o Serviço Nacional de Saúde, um terço da população é afetada por alergias, em especial as crianças.

Entre as mais frequentes estão a asma, rinite, eczema, urticária, alergias a alimentos ou a medicamentos. Todas estas alergias afetam a qualidade de vida e provocam um maior absentismo laboral ou escolar.

Eis as mais comuns, os seus sintomas e tratamentos habituais:

QUANDO IR AO MÉDICO?

Existem alguns sintomas que podem indiciar uma alergia. Caso apresente com frequência algumas das seguintes queixas, aconselha-se uma visita a um imunoalergologista:

- Ter muita tosse e irritativa
- Ter infeções nasais e de ouvidos
- Ter comichão no céu-da-boca, nariz e garganta
- Espirrar muitas vezes e de seguida
- Respirar pela boca, não ter olfato ou paladar com frequência
- Sintomas da constipação que não desaparecerem ao fim de 10 dias
- Sintomas que surgem sempre no mesmo local ou época do ano e agravam-se na presença de pó, fumo, perfumes ou produtos com um cheiro mais intenso.

Pode também ler

Ler mais

O meu Seguro de Saúde está aqui

Descarregar a aplicação Médis para o meu smartphone

Coloque o seu telemóvel na vertical

Coloque o seu telemóvel na vertical para navegar no site.

Atualize os seus

contactos

Para que possa avançar para a sua área pessoal, por favor, atualize os seus contactos.

Esta atualização irá permitir-lhe receber notificações sobre o estado dos seus pedidos de Reembolsos e Pré-Autorizações.

Atualizar